Tales of Arise chegou recentemente ao catálogo do Xbox Gamepass e vem recebendo grandes elogios dos jogadores! O game foi desenvolvido e publicado pela Bandai Nanco, tem versões para Xbox One e Xbox Series e conta com uma nota de 4.7 na Microsoft Store até o momento deste artigo, também foi o vencedor do melhor RPG do ano na data de seu lançamento! Mas, será que esse game é bom mesmo? Aqui você encontra as primeiras impressões sobre esse RPG aclamado pelo público!

| Trailer

Tales of Arise inicia com uma introdução linda, com desenhos feitos a mão no melhor estilo de animes dos anos 90, e já com essa introdução fui levado hipnoticamente a esse universo de guerras políticas, reinos divididos, colapsos e mistérios.

| Em busca da liberdade de seu povo

Já no começo, é dito que o povo de Rehma dominou o povo de Dahma e saqueou recursos do planeta nos últimos 300 anos! O povo de Dahma tentou se libertar várias vezes, porém sem sucesso, e com isso eles aceitaram a posição de escravos que lhes fora dado (Essa introdução sobre o universo do jogo, de cara me lembrou a obra Shingeki no Kyojin) Situados nesse mundo.

O game apresenta o nosso protagonista, Máscara de Ferro, este que é um personagem que também se mostra conformado com sua situação de escravo, entretanto diferente dos outros, ele é um ótimo lutador marcial e sua habilidade de não sentir dor se prova ser uma benção e também uma maldição, pois pra uma pessoa com essa habilidade é muito fácil perder um dedo sem nem ver.

Ao passar da campanha ele encontra uma personagem chamada Shionne, e quem a toca leva uma espécie de choque… a ironia e a poesia do game está em juntar um personagem que não sente dor, com uma personagem que causa dor até sem querer. Um grupo se forma nessa aventura para tentar entender o passado do protagonista, os mistérios relacionados a artefatos misteriosos, a verdade sobre o universo, entre descansos de fogueiras, caça de criaturas lendárias algumas missões secundárias para upar e conseguir novas habilidades.

| Imagens

| Jogabilidade e comandos personalizáveis

A jogabilidade até então me parece muito fluida, consegue ser precisa nos momentos de briga e muito confortável nos momentos de exploração do mundo. O combate até então consiste em apertar “RB” para um golpe comum, “RT” para desviar de ataques, “X,Y,A” para utilizar golpes chamados “ARS” e “setas” para acionar um especial de personagem, “ARS” gastam barras de energia que recarregam durante a batalha. No começo me senti um pouco travado para esquivar, mas reparei logo, que a árvore de habilidades permitia melhorar esse ponto em específico, e é claro que meu primeiro ponto de habilidade foi gasto para que eu pudesse esquivar no ar, confesso também que achei muito estranho pular com o “b” e abrir o mapa com o “X”, porém logo me acostumei também. Fiquei perdido algumas vezes no começo, mas logo fui entendendo a maneira que o jogo te guia, e depois que você entende como funciona o jogo, você sofre bem menos, principalmente porque o game te permite salvar em qualquer ponto da campanha. Não sabe se vai dar conta de vencer um inimigo em específico? É só salvar minutos antes de entrar em um combate! O game conta com legendas em Português e dublagem em inglês ou Japonês, também tem um modo de combate assistido, e regulagem de praticamente toda a interface. Personalize do seu jeito!

| Excelência técnica marcante

No aspecto técnico o game é colorido, bem estilizado, abusa de referências de vários animes, e é muito bem animado! Ele também é muito bem dirigido e sabe usar as câmeras para provocar emoções no jogador, afastando em alguns momentos para mostrar o grupo todo, e aproximando para mostrar as reações individuais dos membros do grupo, a combinação de Cenas em 3D com desenhos feitos a mão e a boa dosagem entre cenas de ação frenética e a calmaria de diálogos feitos em balões, estilo mangá, rendem ao game um charme único e uma narrativa cativante. Por mais longa que seja as cinemáticas e as linhas de diálogo, tudo parece importante e interessante, com isso o game não é cansativo e sim denso. O jogo roda em 2K em até 60 fps, podendo ser optado pelo modo desempenho ou modo qualidade.

  • Está sem Game Pass Ultimate? Então clique aqui e garanta já o seu com desconto.

| Sua porta de entrada para os JRPGS

No mais, o game tem me deixado bem entretido, estou muito interessado em descobrir os mistérios envolvendo os personagens e o mundo, focado em upar o personagem para derrotar monstros mais fortes e completar meus registros de criatura… cada vez mais ansioso para ver o desenrolar dessa história cativante! Recomendo que você dê uma chance para esse jogo! Pois, pode ser sua porta de entrada para os JRPGS, e caso você já seja adepto ao gênero, sinta-se em casa e embarque nesse universo fantástico!

| Avaliação

História
Visual
Áudio
Jogabilidade
Diversão

| Outros Detalhes

VISUALTERCEIRA PESSOA
MODO DE JOGOSINGLE-PLAYER
CONQUISTAS58
TIPOAÇÃO / AVENTURA
TEMPO PARA 1000G60-80 HORAS

| Loja

Se achou esse jogo interessante, aqui tem os links para as lojas parceiras e se comprar na FullCards pode parcelar até 12 vezes!

Jogo acessado pelo serviço do Xbox Game Pass.

Não deixe também de conferir todas as promoções que estão rolando na Xbox Live acessando nosso link de ofertas. E se você estiver querendo acessar os jogos do catálogo do Game Pass e sua assinatura estiver acabado não se desespere, você pode renovar seu Xbox Game Pass Ultimate usando esse link com desconto.

Autor

  • GuilXD48

    Gosta de Games, Rock e queijo! Joga muito, e de tudo um pouco! caixista de carteirinha. Seus gêneros de jogos favoritos são de ação, aventura e puzzles, e sua franquia favorita é a do Batman Arkham (R.I.P Batman) Ainda acredita em jogos com campanhas lineares... mesmo com a crescente de games de mundo aberto, e multiplayers.