Umas das coisas misteriosas do Game Pass era… o que ganha um desenvolvedor para por um jogo no Game Pass? Incrivelmente a resposta que muitos não imaginavam (sério, muitos não sabiam disso) é uma bem simples… dinheiro! Essa é a Lixeira de Opiniões de hoje.

No período em que fazia parte ativa da comunidade Xbox, isso incluía vários que só apareciam para falar do mendingo pass e dos exclusivos, muitos usavam como “arma” contra o Game Pass o fato que não tinha como um desenvolvedor ganhar pondo o próprio jogo disponível no Game Pass.

Apesar de escrever sobre jogos e sobre a indústria, estou numa posição muito marginal da comunidade e olho as tretas bem de longe sem mais me envolver, ficar putasso da vida e sair dando rage em todos os cantos, mas com certeza, ainda tem pessoas que pensam isso, independentemente que seja uma coisa que não faz sentido, até mesmo sem os dados que poucos temos.

Os dados do que estou falando é uma comunicação fiscal da desenvolvedora por trás do jogo Cooking Simulator, a Big Cheese Studio, e revelam um fato claro para a maioria das pessoas que sabem pensar, Microsoft paga dinheiro para por os jogos no próprio serviço.

Agradecendo as políticas de transparência da União Europeia agora temos esse documento (traduzido com Google Translate, porque não sei nada o polaco, que fala isso:

O Conselho de Administração da Big Cheese Studio S.A. com sede em Łódź _ “Empresa” _ informa que em 5 de agosto de 2022, a Companhia celebrou um acordo com a Microsoft Corporation sob o qual Cooking Simulator estará disponível na assinatura do Xbox Game Pass. As informações sobre a celebração do contrato acima mencionado foram classificadas pela Companhia como informações confidenciais na acepção do art. 7 do Regulamento do Parlamento Europeu e do Conselho (UE) n.º 596/2014 de 16 de abril de 2014 sobre abuso de mercado (regulamento de abuso de mercado) e que revoga a Diretiva 2003/124/CE, 2003/125/CE e 2004/72 / EC MAR_ devido ao significativo valor do contrato para as operações da Companhia, que totaliza USD 600.000, o que representa aproximadamente 22% do lucro líquido e aproximadamente 17% da receita líquida da Companhia com a venda de produtos, mercadorias e materiais para o último exercício financeiro. Além disso, o Conselho de Administração da Sociedade antecipa que a cooperação realizada com base no referido acordo afetará significativamente as receitas da Sociedade, pelo que a informação sobre a sua conclusão pode ser importante para os investidores no contexto das suas futuras decisões de investimento .

O que significa isso? Um bom dinheiro foi dado para o jogo aparecer no serviço, trazendo um jogo de nicho para todas as casas que tenham Game Pass. O restante do acordo não é público, mas podemos imaginar que, além do pagar para aproximadamente 37500 copias do jogo (baseado nesse calculo: $20,00 na loja – 20% taxa de venda = $16,00 valor ao desenvolvedor), a MS vai fornecer uma parte do marketing, já que só anunciar ele como jogo que vai entrar no serviço gera interesse dentro e fora da plataforma Xbox.

Como já falamos nas nossas news, o que sabíamos era que os acordos são baseado na estimativa de jogadores potenciais que o jogo teria, e Microsoft banca o dinheiro dessas cópias para o bem da conta bancária do desenvolvedor, apostando que o jogo gere interesse e agrade não só os atuais assinantes, mas atraia mais assinantes ao serviço.

Infelizmente precisaríamos do acesso a um universo paralelo para fazer um teste duplo cego para ver quantas cópias o jogo teria vendido sem a presença do Game Pass (ou ao menos os dados de vendas de 2020 até agora que Microsoft tem no cofre e ela não vai abrir mão dessas informações para a nossa Lixeira de Opiniões), mas graças aos dados da TwistedVoxel, sabemos que 700.000 cópias foram vendidas do jogo desde o lançamento em 2019 em todas as plataformas e com os dados de SteamBD, temos uma ideia parcial de jogadores interessados no jogo, com o pico de jogadores no lançamento, cerca de 3500 na steam (30 maio 2019) e uma media atual de 200-300 players (só contando steam).

O que significa tudo isso? Bom, se com um acordo só uma empresa ganha o 17% do que ganharia no ano para soltar o próprio jogo num serviço de assinatura, é dinheiro de graça, ainda mais para um jogo que não é lançamento e tem um público alvo bem de nicho, e que vai servir para investimentos em novos projetos dentro e fora do ecossistema Microsoft.

Agora graças a essa informação, vamos ver se as pessoas começam a largar essa ideia que o serviço de assinatura para jogos é uma coisa malvada que derruba desenvolvedores e governos trazendo a humanidade na borda da aniquilação e entenda que essa quantidade de dinheiro só pode facilitar uma empresa em investir em novos projetos resultando num crescimento da mesma empresa e da indústria de videogames.

Bom, essa foi a Lixeira de Opiniões de hoje. É só a nossa opinião, que pode valer nada ou menos, a questão importante é, o que tu acha?


Não deixe também de conferir todas as promoções que estão rolando na Xbox Live acessando nosso link de ofertas. E se você estiver querendo acessar os jogos do catálogo do Game Pass e sua assinatura estiver acabado não se desespere, você pode renovar seu Xbox Game Pass Ultimate usando esse link com desconto.

Autor

  • DigitalDaigor

    Gamer por paixão, programador de profissão, tenta manter de pé o site com sangue e suor, passa a maior parte do dia lidando com codigos e o que resta divide entre família, jogos e postar alguma coisa sem sentido no blog em idioma estranho, sou importado aqui... Joga tudo desde FPS até walking simulator, mas os quebra-cabeças são a sua paixão.

    View all posts