Bom dia a todos e bem vindos para esse flash-review do jogo Firewatch, um indie de aventura da Campo Santo. O jogo foi gentilmente cedido pelo nosso dinheiro no lançamento, mas a pesar de já ter 6 anos, vale a pena falar dele para quem ainda não conhece. Confira a Sinopse:

Firewatch é um jogo de mistério para um jogador em primeira pessoa que se desenrola nas florestas do Wyoming. O ano é o de 1989.

Dito isso, vamos começar?


| O jogo

Um jogo que te leva a uma aventura solitária no meio da floresta que vai te abduzir e não te deixar sair do jogo antes do final. A princípio, devemos falar que se trata de um walking-simulator de aventura, sim, você só vai andar por aí explorando. Enfim, não é um jogo para todo tipo de público.

Firewatch é uma aventura solitária, pelo menos em sua maior parte. É um jogo bem tranquilo em primeira pessoa que possui uma grande área explorável e fantástica de se ver e de se viver. Juntamente com seu estilo gráfico bem peculiar, que mistura realidade e desenho, é perfeito e cria uma excelente atmosfera com luzes, poeira e neblina. O jogo é baseado na narração ou por melhor dizer, na conversa entre 2 adultos. Logo, os assuntos tratados são de adulto também, então se prepare para jogar por um tempo sem uma criança por perto.

Devido ao tipo de jogo, não podemos sair muito do trilhos da história, que é bem linerar. Assim sendo, os amantes do gênero história-interativa não deverão sentir problema com esse jogo. Quanto ao tempo, o jogo em si dura cerca de 4 horas. Mas são 4 horas presos numa narrativa que muitos não verão o tempo passar.


| A Campanha

Você acompanha a história do nosso protagonista Henry, que deixa tudo para virar um guarda-florestal. Henry deixa para trás toda a sua vida, depois de eventos que também mudariam a vida de qualquer um de nós. Então, ele se joga por inteiro nesse novo trabalho nas montanhas de um parque nacional do Wyoming.

Sozinho no topo da sua torre de vigia, o trabalho dele é vigiar que nada aconteça na floresta e que seja um lugar seguro para turistas e animais. Seu único contato é outro guarda em outra torre de vigia com quem conversa através de um walkie-talkie.

Mas o trabalho tranquilo e ocioso deixa sua paz quando um verão quente começa a trazer caos a esse lugar paradisíaco, e com ele, um grande mistério vai que dar muitas dores de cabeça.


| Gameplay

O jogo tem poucas e simples mecânicas, basicamente é um walking simulator/historia interativa em 3D em primeira pessoa. Fora o uso de alguns equipamentos, como o walkie-talkie, cordas e cadeados, temos poucas outras coisas a aprender para jogar.

Mas a parte interessante desse jogo é exatamente isto, um jogo simples que todos podem jogar. Contudo, o game apresenta uma narração tão bem feita que te provoca uma excelente imersão. Com isso, sem perceber, você chega ao final da história sem sentir nenhum peso nas costas. Em 3 a 4 horas de gameplay você terá uma experiência que valeu a pena.


| Imagens

| Outros detalhes

Em 2016 e 2017 o jogo foi indicado para várias premiações ganhando, entre outros prêmios, como Melhor Jogo Indie na Golden Joystick Awards e Melhor Narrativa no Game Developers Choice Awards.

Em 2018 a Campo Santo foi adquirida pela Valve e a sequência da franquia Firewatch foi pausada logo depois.

INFORMAÇÃO DESCRIÇÃO
Visual 1ª pessoa
Modo de jogo Single-player
Conexão necessária Não
Estimativa para 1000G 2-3 horas
Número de Conquistas 10
Tipo Aventura, Walking-Simulator, História Interativa

Não deixe também de conferir todas as promoções que estão rolando na Xbox Live acessando nosso link de ofertas. E se você estiver querendo acessar os jogos do catálogo do Game Pass e sua assinatura estiver acabado não se desespere, você pode renovar seu Xbox Game Pass Ultimate usando esse link com desconto.

Autor

  • DigitalDaigor

    Gamer por paixão, programador de profissão, tenta manter de pé o site com sangue e suor, passa a maior parte do dia lidando com codigos e o que resta divide entre família, jogos e postar alguma coisa sem sentido no blog em idioma estranho, sou importado aqui... Joga tudo desde FPS até walking simulator, mas os quebra-cabeças são a sua paixão.