Space Mercenary Defense Force é um jogo roguelike de ficção científica, desenvolvido e publicado por Tom Paradise.

A minha primeira impressão ao iniciar o jogo, foi que seria mais um daqueles jogos de nave, onde você apenas movimenta sua nave para cima e para baixo, atirando em inimigos que viriam pela sua frente, recolhendo os pontos de XP e os upgrades automáticos de armas que viriam ao destruir um certo de tipo de nave inimiga, assim como os jogos Guntech, I, AI, Space Elite Force, Stellatum entre tantos outros nesse estilo de gameplay. Então já estava preparado para o que viria pela frente, mas acabei tendo uma surpresa ao entrar no jogo.

| TRAILER

| JOGABILIDADE E MELHORIAS

Antes de irmos para como o jogo é em si, eu fui olhar as opções de upgrade das naves antes de iniciar uma partida, em hangar, e lá tem as duas opções de melhoria para sua nave, a melhoria Astral e a melhoria Celestial.

A melhoria Astral é a forma mais clássica, onde você irá gastar os créditos adquiridos durante suas gameplays e aqui você poderá gastar os créditos para fazer os upgrades que mais te agradarem para que sua nave fique cada vez mais forte. Na Astral o jogo te da a opção de 8 tipos de melhorias, mas entre essas oito opções você pode manter entre duas ou três opções para iniciar a partida, ao receber créditos durante a gameplay você pode comprar as melhorias que deixou pra trás. O preço vai de 500 créditos na melhoria 1, até o valor de 5000 créditos na melhoria 8.

A melhoria Celestial são os 12 signos do zodíaco. Estas melhorias não podem ser compradas com créditos do jogo, elas apenas são desbloqueadas ao atingir certos objetivos durante as partidas e cada melhoria pode ser equipada junto com outra, deixado o jogo mais desafiador e mais interessante. Por exemplo, a melhoria do signo de áries, fornece aos inimigos +25% de HP, os módulos das naves recebem +15% de dano, e o sua pontuação tem o multiplicador aumentado em 15%.

Além destas melhorias, o jogo te oferece 9 tipos diferentes de naves, 4 delas tem 4 espaços para módulos, 2 delas tem 2 espaços para módulos, 1 tem 3 espaços para módulos, 1 tem 6 espaços para módulos, e 1 não tem nenhum espaço para módulos. Os módulos são os espaços que você tem para colocar os poderes de tiros que você encontra durante a gameplay, falarei mais sobre os módulos mais adiante.

Inicialmente o jogo te oferece 1 nave para começar, e para adquirir mais naves é necessário comprá-las com os créditos adquiridos. Cada nave lhe oferece status diferentes, umas tem mais vida que outras, outras menos vida, algumas são mais rápidas com um poder de fogo maior, outras são mais lentas, porém tem um escudo melhor. Cada uma das nove naves oferecidas tem um status diferente, basta você ver com qual nave vai se adaptar melhor na gameplay.

Como no início do game você não tem crédito algum para comprar naves ou melhorias, basta começar o jogo. Para iniciar o jogo, ele te oferece dois tipos de gameplay, o “classic” e o “challenges”, além de um modo extra chamado “Turbo Mode”, mas para ativá-lo, é necessário vencer pelo menos uma partida.

| FALANDO SOBRE OS MÓDULOS

Como dito anteriormente a respeito das naves, cada uma tem uma quantidade especifica de módulos para equipar e há módulos melhores que outros, durante minhas gameplays, amei alguns e odiei outros, a combinação deles irá fazer com que sua run de 20 minutos seja mais fácil ou mais difícil, ao contrário de Vampire Survivors, não há combinação entre os poderes ativos e passivos, a diferença no Space Force é que em cada módulo escolhido há uma ramificação especifica e cada vez que ela aparece, caso você ache que aquela melhoria não seria boa, você pode esperar ela reaparecer e ver que o outro caminho da ramificação talvez seja melhor. Todas esses módulos e suas ramificações, faz com que haja mais de 600 upgrades diferentes disponíveis para você usar, isso vai fazer, com certeza, que cada run seja diferente da última que você jogou, memorizando aquelas que foram melhores na sua ultima partida e esperar que ela apareça de novo para ser usada, mas lembre-se que isso irá afetar o desempenho da sua nave a cada partida. Ao conseguir chegar no final de uma atualização de módulo, você poderá fazer a escolha final daquele módulo, que é o poder máximo do módulo que você selecionou.

Sobre o Modo Classic

Ao iniciar no modo classic, aparece no centro superior, uma contagem de 20 minutos, ou seja, você tem 20 minutos para fazer sua partida, ao seu lado direito superior, é mostrado um radar que é onde se delimita até onde você pode ir, embaixo desse radar há o mostrador do “score”, e na parte superior esquerda a quantidade de vida que sua nave possui mostrada através de corações, no inferior da tela há uma barra de progressão que mostra em qual level sua nave atualmente está. Lembram quando eu disse lá em cima que a minha impressão desse jogo é que ele era como os clássicos jogos de nave onde você apenas movimenta a nave atirando nos inimigos que vem da frente? Pois então, achei que o jogo era assim e logo procurei no controle qual era o botão que atirava, após apertar todos os botões do controle e ver que nenhum deles disparava, fiquei um tanto quanto confuso, após aparecer o primeiro inimigo na tela, minha nave começou a atirar sozinha na direção da nave inimiga e conforme foi aparecendo os inimigos, eu apenas podia ficar andando de um lado para outro daquele espaço delimitado, coletando as moedas e ganhando level com a nave e após passar para o nível 1, o jogo me deu 4 opções de melhorias. Nessa hora, assim que apareceu qual opção de arma que queria, me veio imediatamente na cabeça o jogo Vampire Survivors. Toda a mecânica desse jogo é muito parecida como o Vampire, a forma como os inimigos vão surgindo na tela conforme os minutos vão passando no jogo, a forma como o jogo vai ficando mais difícil ao seu aproximar do final da contagem final dos 20 minutos, da pra ver claramente que foi inspirado nesse clássico. Um adendo, eu amei jogar Vampire Survivors, e ao ver esse jogo muito parecido nas mecânicas, também me pegou, mas o Space Force tem lá suas diferenças que o tornam único também.

| IMAGENS

Sobre o modo challenges

No modo challenge, em relação a gameplay, ele é idêntico ao modo classic, com o mesmo tempo de 20 minutos para completar, a diferença, é que o jogo te fala que os desafios serão completos com modificadores cada vez mais difíceis, os modificadores celestiais são desativados, os encontros também são desativados, as vantagens e progresso de desbloqueio dos módulos estão desativados e as escolhas finais de cada módulo também estão desativados.

 Há 3 tipos de desafios a serem feitos, cada um com 5 fases, são eles:

  • Epsilon
  • Omicron
  • Omega

Para desbloquear Omicron, você deve finalizar primeiro 3 ou mais challenges e para desbloquear Omega, você deve finalizar 7 ou mais challenges.

Cada fase do challenge, o jogo já pré-determina qual será a nave que você irá jogar, quais serão os módulos que você poderá equipar em sua nave, ou seja, o jogo irá limitar para um certo tipo de módulo que poderá ser equipado, e quais serão os desafios e dificuldades que você irá enfrentar naquela determinada fase, e se você concluir o challenge receberá 5000 créditos.

Eu particularmente consegui vencer apenas as duas primeiras fases do desafio Epsilon, a dificuldade implantada no modo desafio, é realmente desafiadora, então caso queira liberar todas as fases e zerar todos os desafios vá preparado para sofrer e cultivando paciência.

O que torna os modos um pouco cansativo, é que a cada gameplay você tem que sobreviver por 20 minutos, se o tempo no desafio fosse menor ou lhe desse alguma vantagem extra, talvez ficaria um pouco mais interessante tentar finalizar esse modo, mas caso você goste de um grande desafio esse modo é pra você!

  • Está sem Game Pass Ultimate? Então clique aqui e garanta já o seu com desconto.

| CHEFES DO JOGO

Tanto no modo “classic” quanto no modo “challenges”, você irá enfrentar 5 chefões, sendo 4 deles sub-chefes e o chefe final, que é a nave mãe da invasão alienígena, você enfrentará caso consiga sobreviver aos 20 minutos da partida. Ao zerar o cronometro o chefe final aparece e você terá o trabalho de mata-lo assim finalizando a fase. Não é difícil de matar os chefes, cada um tem suas habilidades e seus padrões. Os padrões são fáceis de aprender e decorar, com o chefe final a mesma coisa, no começo pode ser que você sofra um pouco até entender como funcionam, mas depois de duas ou três partidas você irá tirar de letra vencer cada um deles.

| ENCONTROS OPCIONAIS E EVENTOS DE AMEAÇA DINÂMICA

No jogo durante sua gameplay, você irá enfrentar alguns encontros opcionais e eventos de ameaças dinâmicos. Mas o que são essas coisas?

Os EAD (Eventos de Ameaça Dinâmica) são eventos aleatórios com duração de 60 segundos que aparecem em cada gameplay, variando a cada run, que podem ser: ameaças temporizadas como alvos fora do mundo, relâmpagos da atmosfera externa, flares solares pulsantes, entre outros.

Os EO (Encontros Opcionais) também são eventos aleatórios que aparecem em cada gameplay, também variam a cada run, eles aparecem com um sinal de “?” no seu mini mapa, a sua primeira aparição na gameplay acontece mais ou menos em torno de 7 minutos após o início do jogo, a duração de cada evento desse é variado. Indo até a região dessa interrogação, você encontrará eventos como: lutar contra minibosses ou carregar um condutor para ganhar recompensas e melhorar ainda mais sua nave, escoltar uma nave perdida do ponto A ao ponto B, entre outros eventos.

| APENAS UM BUG OU DIFICULDADE AUMENTADA?

Durante uma das minhas run no modo challenge, em uma das fases havia uma constante chuva de meteoros, quando eu conseguia upar o level da minha nave o jogo abre a tela de seleção de módulos ou poderes para você por em sua nave, quando isso acontece, todos os inimigos do jogo paralisam na tela até que você selecione quais daquelas melhorias você quer usar, mas os meteoros não paralisavam, eles continuavam em movimento e por muitas vezes quando eu terminava de escolher a melhoria o meteoro já estava muito em cima da minha nave, se tornando impossível de desviar e perdendo meio coração de vida por conta disso. Isso aconteceu diversas vezes em diversas gameplays, então não sei se isso se trata de um bug, algo que os desenvolvedores esqueceram de tirar, ou se deixaram ali propositalmente apenas para aumentar a dificuldade da gameplay.

| CONSIDERAÇÕES FINAIS

Por fim, o jogo se torna um pouco enjoativo, apesar dele me lembrar muito o Vampire Survivors, o VS tem alguma coisa que conseguiu me prender mais do que o SMDF (Space Mercenary Defense Force), em algum momento sua gameplay acaba se tornando enjoativa, mesmo que você busque fazer os 2000G, o que não é uma tarefa difícil de se fazer, são 21 conquistas no total e antes de terminar essa análise, eu quase miletei o jogo… Digo quase porque há uma conquista bugada que não pipocou na tela, que é uma conquista de 60G de comprar e equipar uma nave nova, para fazer um teste de ver se era realmente um bug de conquista, eu acumulei créditos suficientes para comprar todas as naves do jogo, comprei todas e equipei uma por uma, e a conquista não desbloqueou (pelo menos ate o momento em que escrevo essa análise). Levando em consideração que eu miletei o jogo, levei cerca de 15 horas para desbloquear tudo.

O jogo é bom, mas tem coisas que precisam melhoradas e até mesmo implementadas para tornar ele um jogo mais interessante, mas caso queira jogar, é um bom jogo de nave com uma pegada de Vampire Survivors, da pra se divertir, mas se torna enjoativo com o passar das horas jogadas.

| AVALIAÇÃO

História
Visual
Áudio
Jogabilidade
Diversão

| OUTROS DETALHES

VISUAL3D
MODO DE JOGOSINGLE-PLAYER
CONQUISTAS21
TIPOSHOOT’
TEMPO PARA 1000G7-10 HORAS

| LOJA

Se achou esse jogo interessante, aqui tem os links para as lojas parceiras e se comprar pode estar ajudando a manter o site!

Jogo gentilmente cedido para análise pela Tom Paradise.

Não deixe também de conferir todas as promoções que estão rolando na Xbox Live acessando nosso link de ofertas. E se você estiver querendo acessar os jogos do catálogo do Game Pass e sua assinatura estiver acabado não se desespere, você pode renovar seu Xbox Game Pass Ultimate usando esse link com desconto.

Autor

  • DiegodiLeite

    Sou o Diego Leite, conhecido como DiegodiLeite. Nascido e crescido em São Bernardo do Campo, SP, sempre fui apaixonado por vídeo game. Sou formado em Administração de Empresas pela Faculdade São Bernardo (FASB) e em Meio Ambiente pelo SENAI e tenho técnico em T.I.. Comecei a participar mais da comunidade gamer em especialmente da do Xbox depois de conhecer o Marcos Folha e ingressar no GamerManiacos, onde hoje sou adm da comunidade. Sou afiliado da Twitch e tenho canal no YouTube. Nas horas vagas além de jogar vídeo game, divido o tempo com a esposa, com nossos 3 gatos e especialmente com Jeová.

    View all posts